Consultoria Mundial de Petróleo e Gás
Língua
Divisão América do Norte Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão Europa/África Divisão Europa Central/Ásia Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão América do Norte Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão Europa/África Divisão Europa Central/Ásia Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão América do Norte Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão Europa/África Divisão Europa Central/Ásia Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão América do Norte Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão Europa/África Divisão Europa Central/Ásia Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão América do Norte Divisão Ásia-Pacífico/América Latina Divisão Europa/África Divisão Europa Central/Ásia Divisão Ásia-Pacífico/América Latina

Divisão Ásia-Pacífico/América Latina

A Divisão Ásia-Pacífico/América Latina da DeGolyer and MacNaughton é responsável pelos estudos terrestres (onshore) e marítimos (offshore) em países do Sudeste da Asia e na América Central e América do Sul. A divisão possui experiência nas bacias de hidrocarbonetos dessas regiões por meio de anos de estudo e avaliações realizadas para clientes na Argentina, Austrália, Bangladesh, Brasil, Bolívia, Brunei, Chile, China, Colômbia, Equador, Guiana, Índia, Indonésia, Malásia, México, Mongólia, Mianmar, Nova Zelândia, Paquistão, Papua Nova Guiné, Filipinas, Tailândia, Trinidad e Vietnã, onde cada profissional se dedica a uma área geográfica determinada.

A experiência da D&M na certificação de reservas de gás para compradores de gás, financiamento de projetos, investidores, e agências relacionadas com o governo é notável no mundo. A D&M forneceu estudos independentes a respeito dos projetos na maior concentração de GNL do mundo, localizada na região Ásia-Pacífico. A D&M trabalha próximo de seus clientes para atender suas necessidades nessa área bastante ativa da indústria de energia mundial.

A D&M está trabalhando ativamente na América Latina há mais de 50 anos para as agências governamentais, companhias de petróleo e gás localizadas na América Latina e companhias multinacionais de petróleo e gás. A D&M realiza anualmente certificações de reserva para algumas das maiores companhias nacionais de petróleo na América Latina, assim como para várias companhias independentes, e regularmente auxilia os clientes durante as rodadas de licitação que ocorrem na região. A divisão possui funcionários fluentes em português e em espanhol e outros membros da divisão possuem conhecimento prático em espanhol. A D&M regularmente publica relatórios em espanhol (além da versão em inglês) para o benefício de seus clientes.

Histórias de clientes

  • Antígua e Barbuda

    A experiência da D&M em Antígua e Barbuda, país que não tem tido uma exploração significativa do seu potencial de petróleo e gás, está limitada aos sistemas petrolíferos vizinhos na região do Caribe.

  • Argentina

    Na Argentina, a D&M realizou estudos técnicos nas principais bacias produtoras, incluindo Neuquen, San Jorge, Cuyo, Austral e a Bacia do Noroeste. Esses estudos incluíram simulações detalhadas dos reservatórios, arbitragem de questões técnicas e avaliações de prospectos. A D&M participou com a equipe técnica dos clientes nas avaliações de informações (data rooms) durante as aquisições de ativos nas bacias de Neuquen e Austral.
    A empresa atuou como a principal consultora da YPF S.A. durante a venda e privatização de seus ativos na Bacia Austral, ao sul da Argentina. Como parte desse estudo, a D&M supervisionou as avaliações de informações (data rooms) para o processo de privatização, desenvolvendo uma base de dados detalhada que poderia ser usada para prever a futura entregabilidade do gás para toda a bacia.
    A D&M tem sido bastante ativa na avaliação de recursos não convencionais na Argentina, realizando estudos de reservatórios e avaliações de reservas para os principais projetos de desenvolvimento de shale e tight gas no país, assim como em áreas de exploração e delimitação.
    Além disso, após conduzir sua certificação dos campos argentinos, a D&M facilitou o processo de certificação por consultores locais, registrados no Ministerio de Energía y Minas da Argentina, conforme solicitação dos seus clientes.

  • Austrália

    A D&M tem mais de 40 anos de experiência trabalhando na Austrália, tendo avaliado inúmeros campos em terra (onshore) e no mar (offshore). Por exemplo, a empresa avaliou mais de 80 campos nas bacias de Cooper, Eromanga, e Surat para vários clientes. Esses estudos incluíram todos os aspectos de geociência, incluindo geologia, avaliação de perfis, engenharia, e análise econômica.
    A D&M realizou a primeira grande certificação de gás relacionada com os campos da plataforma noroeste, incluindo os campos de Rankin, Goodwyn e Alwyn, na área marítima (offshore) na costa oeste da Austrália. Essa série de estudos representou uma avaliação independente e minuciosa de todos os dados técnicos disponíveis a respeito desses campos, para várias partes interessadas. Os estudos foram utilizados para fundamentar as decisões de financiamento e desenvolvimento dos campos, referentes ao primeiro projeto australiano de gás natural liquefeito.
    A D&M realiza atualizações periódicas das reservas do projeto de gás natural liquefeito de Darwin, incluindo o campo de Bayu Undan. Além disso, a D&M estimou as reservas do campo de gás Ichthys, em desenvolvimento, também destinado ao mercado asiático de gás natural liquefeito. O governo australiano em conjunto com o governo do Timor-Leste solicitou a D&M para avaliar os volumes originais in situ do campo Greater Sunrise, localizado em uma área comum entre os dois países. A D&M realizou uma avaliação a partir da interpretação geofísica por meio de um modelo geológico dos reservatórios presentes no campo, incluindo uma estimativa dos volumes originais in situ do gás e do condensado.
    D&M avaliou vários campos no oeste da Austrália, incluindo os campos de Blina, Sundown, Harriett, North Herald e South Pepper. As avaliações dos campos dos Territórios do Norte incluíram os campos de Jabiru e Challis, ambos estudados por anos durante a fase de delimitação.
    A D&M está atualmente avaliando, para vários operadores, uma série de campos de reservatórios não convencionais, shale gas, tight gas, e deep coal-seam gas, nas bacias de Cooper, Surat e Bowen. Na bacia de Cooper, a D&M trabalhou nos campos de óleo do play Jurássico e toda a seção de gás do Permiano, que inclui os reservatórios dos campos de Toolachee, Roseneath, Epsilon, Daralingie, Murteree e Patchawarra. Na bacia de Surat, a D&M avaliou toda a zona de coal-seam gas do Cretáceo e Jurássico. Na bacia de Bowen, a D&M tem experiência com várias zonas de carvão e com as zonas profundas de tight gas (reservatórios de Rewan e Kianga) na Taroom Trough.
    A D&M completou vários estudos de campo no estreito de Bass e na área marítima (offshore) da Tasmânia. A empresa também estudou o potencial exploratório da bacia Gippsland por meio de uma avaliação de prospectos e realizou diversos estudos de recursos na bacia de Browse.

  • Bangladesh

    A D&M realizou diversas avaliações técnicas em Bangladesh para companhias públicas e privadas, incluindo a companhia petrolífera nacional e duas companhias de petróleo internacionais.
    A empresa avaliou campos por todo o país por mais de 20 anos. A D&M avaliou o maior campo de gás do país para seu desenvolvimento e instalação futura de compressores e fez estimativas independentes do gás original in situ e de reservas para as diversas atividades consideradas para o campo.

  • Barbados

    Em Barbados, a D&M avaliou reservas de campos na área de desenvolvimento de Woodbourne que produzem a partir de reservatórios complexos das Formações Intermediárias de Unit e Scotland

  • Bolívia

    A D&M tem uma longa história de serviço na Bolívia. Durante os anos 1960, a empresa realizou uma série de revisões de todas as fases das operações da YPFB, a companhia estatal de óleo e gás. A empresa foi a principal consultora no processo de capitalização/privatização da YPFB, completando uma avaliação econômica e técnica das reservas de todo o país em 1995. A D&M desde então atualizou esse estudo, integrando os resultados das atividades recentes nos campos e novas descobertas, incluindo aquelas na profunda e prolífera formação Huamampampa.

  • Brasil

    A experiência da D&M no Brasil começou nos anos de 1940, e desde 2001 tem realizado estudos de certificação de reservas anuais para a Petrobras. Esses estudos envolvem uma avaliação de campos distribuídos por todas as bacias produtivas do Brasil. A D&M tem uma grande experiência nos prolíficos campos do “pré-sal”, localizados nas bacias de Santos e Campos, tendo avaliado esses campos para diversas companhias, incluindo a Petrobras.

    D&M realizou avaliações do potencial exploratório em um portfólio de múltiplas bacias para uma importante companhia brasileira. A empresa forneceu auxílio para a companhia petrolífera nacional a respeito de estratégias para maximizar as reservas provadas, com perfuração de poços exploratórios em campos recém-descobertos. A experiência da D&M com problemas de estruturas estratigráficas complexas, e de engenharia de reservatórios fornecem uma base para qualquer projeto brasileiro.

  • Brunei

    A D&M avaliou reservatórios marítimos (offshore) da ilha de Borneu. A experiência da D&M abrange reservatórios de gás condensado, reservatórios de petróleo, e reservatórios de gás não associado. As avaliações da D&M têm sido realizadas como apoio às aquisições, financiamento de projetos, certificações e requisitos dos relatórios anuais de reservas. O escopo dessas interpretações engloba todos os princípios de interpretação volumétrica. As estimativas de reservas e recursos contingentes integram as várias interpretações baseadas nas diversas disciplinas necessárias para realizar as previsões do potencial de produção futura.
    A D&M conduziu extensos estudos geológicos e de engenharia em cinco campos gigantes de petróleo em Brunei para a companhia petrolífera nacional. Esses estudos envolveram não somente avaliações técnicas em profundidade, mas também inspeções das instalações de campo e dos procedimentos operacionais.

  • Chile

    As atividades da D&M no Chile começaram em 1975, quando a Empresa Nacional del Petroleo (ENAP), começou os estudos de viabilidade para o desenvolvimento de um projeto de gás natural liquefeito. A empresa avaliou as reservas para os maiores campos de petróleo e gás operados pela ENAP. Desde então, a empresa tem realizado uma variedade de projetos para a companhia, como a simulação do principal campo de gás do Chile (Posesion) e estudos de viabilidade para uma recuperação melhorada através da injeção de água ou de dióxido de carbono. As atualizações das reservas dos campos da ENAP são frequentemente realizadas. A D&M avaliou todos os campos que fornecem gás para a planta de metanol localizada no sul do Chile. A D&M também avaliou o desenvolvimento do projeto de tight gas da Formação Glauconítica no Chile.
    Além disso, a D&M está realizando atualmente uma avaliação anual para a GeoPark, o principal operador de E&P não governamental no Chile, avaliando campos do Bloco Fell e outras áreas do país.

  • China

    A D&M avalia anualmente as reservas da China, em mais de 400 campos de petróleo e gás para a maior companhia governamental de óleo e gás do país. Esse estudo inclui praticamente todas as bacias produtoras de petróleo na China. Outros estudos recentes se concentraram em estudos detalhados nos campos da província de Jilin para um operador privado de E&P, diversos projetos estão ocorrendo na área da baía de Bohai e estudos de longo prazo sobre os grandes campos de gás na bacia de Sichuan. A D&M avaliou o projeto do campo de Tacheng, na costa da ilha de Hainan, um dos maiores projetos de gás da China. A avaliação da D&M incluiu a interpretação sísmica 2D e 3D, assim como uma análise geológica detalhada com o intuito de estimar os hidrocarbonetos in situ para este campo de gás voltado à exportação. Simulações detalhadas do campo quantificaram as reservas iniciais.
    A D&M realizou avaliações completas de engenharia e geologia totalmente integradas do complexo campo marítimo (offshore) de Huizhou na costa sul da China, com o objetivo de estimar as reservas. A D&M também realizou inúmeras avaliações de reservas em vários campos localizados na baía de Bohai para diferentes operadores.

  • Colômbia

    A D&M trabalhou em projetos em quase todas as bacias da Colômbia. A empresa tem projetos ativos com a Ecopetrol, companhia governamental de petróleo e gás, assim como com muitas companhias privadas e públicas de petróleo e gás. A D&M tem uma longa experiência na bacia de Llanos. A D&M estudou os campos gigantes de petróleo Cusiana e Cupiagua desde seu descobrimento, e forneceu relatórios geológicos e de engenharia para campos nas bacias de Alto Magdalena, Médio Magdalena e Bogotá. A companhia realizou um estudo de reservas e entregabilidade de um grande campo de gás marítimo (offshore) na Península de Guajira para determinar a viabilidade do projeto de um gasoduto. A empresa também possui grande experiência na avaliação das dobras tectônicas observadas na Cordilheira dos Andes.

  • Coreia do Sul

    A D&M relizou análises geofísicas, geológicas, petrofísicas e de engenharia nos campos de gás marítimos (offshore) com objetivo de construir modelos dinâmicos de reservatório para o planejamento de desenvolvimento de campo e previsão das recuperações potenciais futuras.

  • Cuba

    A D&M manteve uma base de conhecimento dos sistemas petrolíferos de Cuba, iniciando com o artigo de 1918 de Everette Lee DeGolyer, que descreveu a geologia dos depósitos de petróleo no país. Até recentemente, o trabalho de empresas americanas em Cuba era limitado pelo governo dos Estados Unidos, impedindo o seu envolvimento direto com o país.

  • Equador

    No Equador, a D&M é considerada especialista na Bacia do Oriente e realizou inúmeros estudos de campo. A empresa avaliou em toda a bacia os reservatórios Napo T, Napo U e Hollin utilizando técnicas avançadas de geofísica 3D. A equipe da D&M está familiarizada com os estilos estruturais e estratigráficos do Golfo do Guyaquil.

  • Fiji

    Embora nenhuma descoberta de petróleo e gás tenha sido feita em Fiji, a atividade de exploração no final dos anos 1970 e 1980 concentrou-se na Bacia de Bligh Water. A continuidade dos reservatórios de hidrocarbonetos desde Irian Jaya (Papua Ocidental) até Papua Nova Guiné proporciona um potencial para reservatórios de recifes e turbidíticos. A experiência da D&M na Indonésia, em Irian Jaya e em Papua Nova Guiné fornece uma base de conhecimento e experiência para abordar possíveis prospectos, bem como quaisquer potenciais descobertas.

  • Filipinas

    A D&M avaliou várias descobertas de petróleo na área marítima (offshore) da Ilha de Palawan para as companhias que operam nesses campos. A empresa recentemente concluiu um estudo detalhado das reservas do campo de Camago-Malampaya, uma importante descoberta de petróleo e gás em águas profundas nessa área. A experiência da D&M em todo o Sudeste da Ásia provê importante especialização técnica para as avaliações de campos maduros, bem como de campos não desenvolvidos, onde o planejamento do desenvolvimento é necessário.

  • Granada

    Em Granada, a D&M realizou um estudo de reconhecimento do potencial petrolífero das áreas marítimas (offshore) ao sul. Esse trabalho se baseou na extensa experiência em avaliação de recursos prospectivos que a D&M obteve com seus projetos ao redor do mundo, que permitiu uma base de conhecimento comparativa para caracterizar o potencial de existência de
    recursos não descobertos.

  • Guatemala

    A D&M realizou estudos técnicos nas bacias norte e sul de Petén, a principal bacia produtora do país, desde 1993. Os estudos incluíram análises e interpretações de dados sísmicos 2D e 3D; estudos do potencial de exploração; avaliações e recomendações sobre os recursos prospectivos; estimativas e avaliações de reservas de diversos campos produtores da Formação Coban; estudos de modelos econômicos; e estudos de modelos de reservatórios 2D e 3D.
    Mais recentemente, a D&M auxiliou com a delimitação, com o planejamento de desenvolvimento e com os estudos de reservas para a descoberta de um novo campo de gás e condensado.

  • Guiana

    A D&M tem estado ativa na avaliação de recursos prospectivos na bacia de Guiana-Suriname para várias operadoras nos últimos 6 anos. Após a descoberta da ExxonMobil do campo de Liza em 2015, o interesse da indústria nos sistemas petrolíferos dessa bacia aumentou consideravelmente. Os alvos principais até o momento são os reservatórios produtores de petróleo com baixa inclinação. O conhecimento e a experiência da D&M na bacia continuam a crescer com a descoberta e a fase de desenvolvimento do campo de Liza. O tipo de play e os ambientes deposicionais presentes na bacia de Guiana-Suriname são análogos àqueles encontrados na costa ocidental da África, onde a D&M tem grande experiência avaliando reservas, recursos contingentes e recursos prospectivos em países como a Guiné Equatorial, Gabão e Gana.

  • Honduras

    A perfuração para exploração em Honduras tem sido limitada, e a BG possui as últimas licenças de perfuração de poços exploratórios. Até o momento, nenhuma descoberta comercial de petróleo ou gás foi feita no país. A D&M tem vasta experiência em avaliação de prospectos na América Latina, incluindo Colômbia e México. O conhecimento da D&M dos sistemas de petrolíferos terrestres (onshore) e marítimos (offshore) do México, combinados com experiência significativa na avaliação de campos de petróleo e gás em toda a Colômbia, permitem a D&M
    avaliar os potenciais prospectos de petróleo e gás em Honduras.

  • Índia

    A D&M avaliou campos na maioria das bacias geológicas da Índia, tanto terrestres (onshore) quanto marítimas (offshore). A D&M fornece avaliações anuais das reservas para várias das maiores companhias privadas de petróleo e gás, bem como realiza as avaliações de reservas solicitadas pelo governo para a Oil and Natural Gas Corporation. A experiência da D&M se estende desde os campos produtores de óleo e gás da Bacia de Barmer até Bombay High. A D&M avaliou as reservas, realizou estudos de balanço de massa de gás, e executou estudos de certificação totalmente independentes, além de estudos de simulação de reservatórios para vários clientes. O conhecimento e experiência da D&M com os campos produtores na Índia são muito respeitados por companhias privadas e estatais do setor.
    Realizaram-se avaliações de reservas de gás associado para os campos em águas profundas localizados na área marítima (offshore) da Índia, na Bacia de Krishna Godavari, incluindo a simulação detalhada dos reservatórios dos campos produtores existentes e novas descobertas em apoio ao planejamento de desenvolvimento. A D&M também trabalhou para o governo da Índia na avaliação de campos que estão localizados em vários blocos com objetivo de avaliar o potencial de distribuição dos hidrocarbonetos recuperáveis.
    A D&M realizou uma série de avaliações de reservas para os campos de Panna, Mukta e Tapti na área marítima (offshore) de Mumbai após a transferência da operação da ONGC para companhias privadas. Essas avaliações de reservas serão utilizadas, entre outras coisas, para apoiar o financiamento de projetos para desenvolvimento contínuo desses campos.
    A D&M está conduzindo avaliações contínuas de reservas e de recursos contingentes para o operador de um grupo de campos de petróleo e gás em desenvolvimento no Rajasthan que representam as maiores descobertas de petróleo na Índia nas últimas décadas.
    Durante 1993, 2004, 2010, 2011, 2013 e 2017, a D&M completou importantes estudos de reservas para mais de 70 campos na Índia, que representam a maioria dos campos ativos de produção de petróleo e gás no país.

  • Indonésia

    A empresa avaliou praticamente todos os campos de gás na Indonésia, incluindo os campos de gás utilizados para abastecer as maiores plantas de gás natural liquefeito do mundo, como Bontang e Tangguh. Por mais de 30 anos e continuamente até hoje, a D&M esteve estreitamente envolvida com a agência reguladora de petróleo do governo da Indonésia, assim como com os principais operadores internacionais, operadores locais indonésios, bancos e instituições de crédito que apoiam a indústria de petróleo da Indonésia. A D&M foi pioneira no uso de “certificações de gás” como forma de diminuir a distância entre produtores de gás e compradores de gás. Através desse conceito, a empresa realizou as avaliações iniciais das reservas para a maioria dos campos que fornecem gás natural para as plantas de gás natural liquefeito da Indonésia.
    A D&M recentemente esteve envolvida com os estudos técnicos dos campos de petróleo e gás da Indonésia que foram designados como fontes de abastecimento de gás para necessidades domésticas e para a venda em Cingapura. Esses projetos têm uma grande visibilidade na Indonésia e na comunidade financeira internacional, e a D&M desempenha um papel proeminente no progresso desse empreendimento.
    A experiência da D&M na Indonésia inclui todos os tipos de ambientes deposicionais, desde carbonatos limpos de ultra-alta permeabilidade em Sumatra até as complexas acumulações clásticas deltaicas no Kalimantan Oriental e em Java Oriental e Ocidental.
    Além das avaliações técnicas dos campos produtores de petróleo e gás, a D&M fornece a seus clientes orientação para a exploração de campos com pouco ou nenhum controle de poços.
    A D&M atua em nome dos seus clientes nas avaliações de informações (data rooms) para coletar e interpretar dados para possíveis compras de petróleo e gás. A empresa fornece avaliações técnicas detalhadas, bem como as análises econômicas necessárias, planejadas para produzir resultados detalhados do fluxo de caixa após os impostos, a partir das quais se podem tomar decisões objetivas de compra. A D&M participou de diversas avaliações de informações (data rooms) para propriedades de petróleo e gás na Indonésia, assim como em outras regiões da Ásia e Pacífico. A equipe de especialistas técnicos da empresa possui anos de experiência em projetos em todo o Sudeste Asiático.

  • Japão

    A D&M trabalhou para muitas companhias de petróleo japonesas na avaliação de seus ativos em todo o mundo. Além disso, a D&M avaliou o campo de Minami-Nagaoka, que produz a partir de um reservatório vulcânico fraturado. A interpretação petrofísica detalhada da D&M, relacionando várias fácies vulcânicas com as propriedades petrofísicas, formou a base para distribuição de gás original in situ. Combinando uma análise de balanço de materiais, as estimativas de reservas foram preparadas com base no desenvolvimento do campo. A D&M também avaliou reservatórios no campo de Nakajo, onde o gás dissolvido no aquífero é recuperado com a água produzida. Esses campos destacam a variação tanto dos fluidos de reservatórios, quanto do tipo de rocha do reservatório que a D&M foi requisitada para avaliar.

  • Malásia

    A D&M completou estudos para a Petronas, a companhia petrolífera da Malásia, e para várias empresas multinacionais que operam no país. A empresa realiza anualmente avaliações de reservas e realizou as certificações de reservas dos campos produtivos na área de desenvolvimento conjunto entre a Malásia e a Tailândia.
    A D&M concluiu os estudos de reservas das descobertas de gás na área marítima (offshore) de Sarawak e Sabah para a possível inclusão nas vendas de gás natural liquefeito da Malásia. A D&M tem participado das avaliações de potenciais aquisições e desinvestimentos de ativos na Malásia, acompanhando clientes em avaliações de informações (data rooms) e discutindo as avaliações técnicas e econômicas com seus clientes.

  • México

    A D&M tem uma vasta experiência avaliando campos de petróleo e gás no México. Em 1910, o fundador da D&M, Everette DeGolyer, recomendou com sucesso o local para perfuração do excelente poço Potrero del Llano No. 4. Hoje, essa experiência é vista nas análises técnicas e valorações que englobaram a maior parte dos campos de petróleo e gás na região marítima do sudoeste, incluindo alguns dos maiores campos da PEMEX, a companhia estatal de petróleo e gás. A D&M também tem experiência na área do paleocanal de Chicontepec e na maior parte dos campos de gás das áreas de Veracruz e Burgos.
    Além disso, a D&M avaliou as áreas exploratórias oferecidas nas recentes licitações, realizando análises que incluem a modelagem das bacias, a interpretação sísmica, a identificação de oportunidades e a avaliação completa de recursos prospectivos. A D&M é experiente em todas as bacias produtivas do México, tendo avaliado as áreas marítimas (águas ultraprofundas, profundas e rasas), na área terrestre (onshore), Chicontepec e xistos. A experiência da empresa em desafios de geologia complexa e engenharia de reservatórios fornece uma base sólida para qualquer projeto no México.

  • Mianmar

    A D&M realizou avaliações de reservas e recursos em reservatórios clásticos e carbonáticos para vários clientes em Mianmar, algumas das áreas avaliadas incluem os campos de Mya, Shwe, Shwe Phyu, Yadana, Yetagun e Zawtika, entre outros.

    Os profissionais de D&M também avaliaram diversos campos na região Ásia-Pacífico com características geológicas, propriedades de reservatórios e estratégias de desenvolvimento semelhantes àquelas localizadas em Mianmar. A D&M analisou campos em toda a região, desde a Baía de Bengala (incluindo todos os campos da Bacia de Krishna-Godavari e campos em Bangladesh como o campo de Bibiyana), através do Mar de Andaman (incluindo os campos em Mianmar) e até o Estreito de Malaca (incluindo avaliações nas pr​ovíncias de Aceh e Sumatra do Norte). A D&M também realizou uma avaliação da Área de Desenvolvimento Conjunta Malásia-Tailândia (MTJDA).

  • Mongólia

    Desde 2007, a D&M realiza avaliações anuais de reservas para os dois campos de petróleo da Mongólia. Esses campos produzem a partir de areias de múltiplas camadas, e cada campo foi desenvolvido com aproximadamente 200 poços de produção.

  • Nicarágua

    Não há relatos de descobertas produtivas de petróleo e gás na Nicarágua, apesar dos esforços de exploração terem resultado em pelo menos uma descoberta localizada no mar (offshore). A maior parte da recente atividade exploratória focou na bacia de Sandino. A D&M possui longa experiência na avaliação de prospectos exploratórios e de reservas por toda a América Central e América do Sul, que serve como base na avaliação de potenciais acumulações de hidrocarbonetos.

  • Nova Zelândia

    Por meio de sua longa cooperação com operadores internacionais, a D&M possui um longo histórico na avaliação de campos de petróleo e gás na Nova Zelândia. Recentemente, a D&M começou a trabalhar com companhias locais para avaliar as reservas, bem como possíveis opções de desenvolvimento e aplicações técnicas de recuperação melhorada de petróleo nos campos locais. A D&M possui um perfeito entendimento dos regimes complexos de royalties sob os quais operam os campos na Nova Zelândia. A empresa regularmente inclui análises econômicas como parte dos seus projetos de avaliação.

  • Papua Nova Guiné

    A D&M realizou vários estudos de geologia e de engenharia na Bacia do Rio Fly (Papua), enfatizando o trabalho de reconhecimento geológico e geofísico. A empresa estudou principalmente os campos de Barikewa e Kuru, no oeste de Papua. Avaliações recentes das reservas incluíram a maioria dos campos na terras altas associados com o projeto de PNG de gás natural liquefeito.

  • Paquistão

    A D&M possui uma grande experiência em avaliações de reservas no Paquistão. Por mais de 35 anos, a D&M realizou estudos em quase todos os campos do Paquistão para a comunidade de bancos de investimentos, companhias petrolíferas multinacionais, para Oil and Gas Development Company (OGDC) e companhias de geração de energia. A D&M realizou avaliações a nível nacional do fornecimento de gás, com o objetivo de formar uma política energética de longo prazo para o país. Esses estudos consideraram avaliações de reservas e a capacidade de entregabilidade de todos os campos de gás, para desenvolver projeções para os vários cenários possíveis de demanda. Os relatórios foram apresentados à OGDC, a várias companhias de gasodutos e ao Banco Mundial.
    A D&M realiza anualmente estudos de reservas e recursos para vários clientes nos campos do Paquistão e esteve envolvida nas avaliações dos volumes recuperáveis e na entregabilidade desses campos. Esses estudos incluíram as avaliações dos campos de Sui, Pirkoh, Uch e Qadirpur para fornecimento de combustível a longo prazo para vários projetos de geração de energia, incluindo os Projetos de Habibullah, de Kabirwala, de Liberty e o de Uch. No passado, a D&M também realizou estudos nos campos de Sui, Pirkoh, Bhit, Uch, Dhurnal Qadirpur, Suwan, Kadanwari, Miano, Nandpur e Panjpir e em 46 campos no Bloco de Badin. A D&M também é familiarizada com vários campos atualmente em avaliação na província de Sindh. A experiência da empresa se estende a todos os principais campos das províncias de Sindh e Baluchistan, assim como a campos em Punjab e nas províncias da fronteira noroeste. A D&M mantém relações de longa data com muitas das operadoras no país, bem como com a OGDC. Além disso, D&M esteve envolvida na avaliação e na certificação dos reservatórios, como reservatórios de tight gas para propósitos de levantamento de preços relacionados à política paquistanesa de tight gas.
    Dessa forma, o nível de experiência e conhecimento da D&M fornece à empresa vantagens na avaliação dos campos já existentes no Paquistão e permite que a empresa realize avaliações mais robustas e eficientes.

  • Paraguai

    A D&M avaliou várias oportunidades de recursos na sub-bacia de Pirity, incluindo as formações de Lecho e Yacoraite.

  • Peru

    No Peru, a D&M realizou uma grande variedade de estudos para seus clientes, incluindo avaliações de reservas nos campos de petróleo dos Blocos 8 e 1-AB (192), na área de selva no norte na bacia de Marañon, e nos Blocos Z-2B, Z6, IV, V, VI e VII dos campos com falhas complexas da Bacia de Talara. Na Bacia de Ucayali, a D&M atuou como consultor técnico do governo peruano na preparação para licitações internacionais para a operação do projeto Camisea. O trabalho incluiu o desenvolvimento de uma simulação composicional para investigar os efeitos de fraturas na eficiência de recuperação dos reservatórios de um projeto de injeção de gás. A empresa continuou realizando avaliações dos Blocos 56 e 88 do projeto Camisea para um parceiro/proprietário, assim como nos Blocos próximos 57 e 58.

  • Sri Lanka

    A D&M avaliou duas descobertas de gás localizadas na área marítima (offshore) do Sri Lanka para a Cairn India Limited. As descobertas foram feitas em águas relativamente profundas na bacia de Mannar. A avaliação dos volumes potencialmente recuperáveis de hidrocarbonetos foi realizada utilizando interpretação geofísica, petrofísica e geológica em conjunto com avaliações de engenharia – pontencial de produtividade dos poços – e os planos de desenvolvimento. Esses campos ainda não foram desenvolvidos pela necessidade de estudos mais aprofundados. Essas descobertas foram as primeiras desse tipo em mais de 30 anos.

  • Suriname

    A D&M realizou estudos geofísicos para a exploração marítima (offshore) no Suriname, incluindo o controle de qulidade do processamento sísmico, análises AVO e construção de modelos regionais de velocidade.

  • Tailândia

    A D&M completou um estudo complexo e totalmente integrado de geologia e de engenharia do campo de Bongkot. Esse estudo mostrou-se bastante desafiador pela geologia complexa e pela presença de quantidades significativas de componentes de não-hidrocarbonetos no gás produzido. Utilizou-se uma modelagem composicional para prever o desempenho de campo e a recuperação final.
    A empresa continua a avaliar e estimar as reservas nos campos de Pailin e Moragot, no Golfo da Tailândia, à medida que a perfuração de desenvolvimento continua.
    A D&M também realizou avaliações de reservas dos grandes campos produtores de gás do complexo de Erawan para respaldar o financiamento de um grande gasoduto e recentemente concluiu a avaliação de reservas de um grande e novo campo de gás nessa área.
    A D&M recentemente avaliou a maioria das reservas de petróleo e gás da companhia petrolífera nacional da Tailândia, incluindo campos terrestres (onshore), os campos marítimos (offshore) localizados no Golfo da Thailância, e na área de desenvolvimento conjunto da Malásia e da Tailândia.

  • Timor Leste

    A D&M foi requisitada pelo governo do Timor Leste para avaliar os volumes originais in situ na área do campo Greater Sunrise, localizado na área unitizada pelo governo do Timor Leste e pelo governo da Austrália. A D&M realizou uma avaliação que abrange a interpretação geofísica e a modelagem geológica dos reservatórios presentes no campo, incluindo a estimativa do gás e do condensado original in situ. A D&M também realizou as certificações para o campo de Bayu Undan, que está localizado na área de desenvolvimento conjunto entre Austrália e Timor-Leste, para o operador do campo. O trabalho de certificação foi realizado com o objetivo de avaliar as reservas associadas ao campo antes do desenvolvimento inicial. Ambos os campos avaliados requerem o transporte do gás para seu processamento em uma instalação de gás natural liquefeito (GNL). O campo de Bayu Undan produz desde 2004. O desenvolvimento da área do campo Greater Sunrise ainda está sendo negociado.

  • Trindade e Tobago

    A D&M tem grande experiência na avaliação de campos de hidrocarbonetos e recursos prospectivos em Trindade e Tobago, trabalhando para a companhia petrolífera nacional, assim como para vários operadores estrangeiros. Para realizar essas análises, a empresa trabalhou com dados de modelos sísmicos, petrofísicos, geológicos, de reservatórios e simulação numérica. A experiência da D&M com problemas complexos de geologia e engenharia de reservatórios fornece base para qualquer projeto em Trindade e Tobago.

  • Uruguai

    A D&M avaliou várias oportunidades de recursos na Bacia de Punta del Este, incluindo, as zonas do Albiano-Aptiano, Permiano, Cretácico e Paleoceno. Mais de cinco blocos foram incluídos na avaliação. Além disso, a D&M atuou como o principal consultor da companhia petrolífera nacional do Uruguai durante o desinvestimento de certos ativos na Argentina em 2016.

  • Venezuela

    A D&M realizou uma grande variedade de estudos de geologia e engenharia na Venezuela. A D&M atuou como consultora técnica da Petróleos de Venezuela S.A. na avaliação de 17 campos concedidos na Third Marginal Round. A empresa tem incomparável experiência na Faixa Petrolífera do Orinoco, começando com um estudo da área de Cerro Negro e conduzindo a certificação do primeiro grande projeto da Faixa do Orinoco, Petrozuata. Estudos detalhados em petrofísica, geologia e engenharia também foram realizados para as áreas de Sincor e Hamaca na área de óleo pesado. A D&M desenvolveu perfis de produção de poço tipo para os poços horizontais propostos usando simulação de reservatórios, incluindo os efeitos de compactação e o comportamento da pressão, do volume e da temperatura do petróleo espumante. A D&M também realizou uma ampla variedade de estudos geológicos e de engenharia no leste e no oeste da Venezuela, incluindo um estudo detalhado dos vários campos prolíferos do El Furrial.

  • Vietnã

    A D&M realizou avaliações de reservas em vários campos nas regiões marítimas (offshore) do Vietnã, incluindo os reservatórios de arenito e do embasamento para duas companhias petrolíferas internacionais.
    A D&M também avaliou o potencial de exploração de duas áreas marítimas (offshore) do Vietnã, no Mar da China Meridional. Essas duas áreas geograficamente distintas contêm diferentes mecanismos de retenção de hidrocarbonetos (trapas) e acredita-se que ela contém tanto carbonatos como sedimentos clásticos.